RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

terça-feira, 25 de abril de 2017

Congresso debaterá desafios da cidade inclusiva

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Congresso debaterá desafios da cidade inclusiva


18/04/2017
Em reunião realizada nesta terça, 18/04, o presidente da FADERS Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, recebeu a comissão organizadora do 1º Congresso que tem como título "Desafios para uma Cidade Inclusiva", o qual está sendo proposto pela Associação de Cegos do RS - ACERGS.

A coordenadora da comissão e integrante da ACERGS, Gisele Hubbe, esteve acompanhada pelos consultores Julio Pujol e Luis Mafini, e apresentaram ao presidente da FADERS a proposta do Congresso, o qual tem o apoio e será realizado no auditório da FADERGS, instituição de ensino com sede em Porto Alegre, e ocorrerá nos dias 08 e 09 de Junho, quando o tema Acessibilidade e Inclusão será debatido sob diferentes focos.

Bakof afirmou apoio para a realização do evento, enfatizando que esta abordagem está em sintonia com as ações desenvolvidas pela FADERS Acessibilidade e Inclusão, a qual durante este ano realizará 03 fóruns regionais com o tema Acessibilidade Arquitetônica e Urbanística, e está realizando várias edições do Seminário "Subsídios Técnicos para uma Gestão Inclusiva", o qual voltado para os gestores municipais (Prefeitos, Secretários de Educação, Saúde, Assistência social e Vereadores), com a primeira edição prevista para o próximo dia 27/04.

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

Assistiva e Faders dialogam sobre parceria para exposição fotográfica

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Assistiva e Faders dialogam sobre parceria para exposição fotográfica


19/04/2017
As diretoras da Assistiva Tecnologia e Educação, Rita Bersch e Mara Lucia Sartoretto, estiveram reunidas com o presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof. O tema do encontro foi uma parceria entre as entidades para a exposição fotográfica 'Acessibilidade além do espaço físico', promovida pelo Instituto Sueco.

A exposição aborda temas como os direitos, dignidade e inclusão das pessoas com deficiência. Ela apresenta fotos e histórias de vida de indivíduos que vivem com diferentes deficiências na Suécia e no Brasil.

O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, acolheu o pedido para o evento. Ele também convidou as representantes da Assistiva para participar das reuniões que irão definir a organização da Semana Estadual da Pessoa com Deficiência 2017. De acordo com Bakof, incluir a exposição seria um grande acréscimo para a programação da semana.

Outro assunto debatido no encontro foi a realização o IV Encontro Regional de Comunicação Alternativa, promovido pelo ISAAC Brasil. O evento acontecerá no dia 2 de junho, no IFRS Campus Porto Alegre, e tem como objetivo divulgar a comunicação alternativa e a aproximação entre usuários, familiares, profissionais e pesquisadores da área.

A comunicação alternativa tem como foco estimular as pessoas com necessidades complexas, cuidando da compreensão e expressão destes. O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, disse que a fundação irá apoiar o evento. “Entendemos a relevância do tema e das atividades. Também apoiaremos a realização deste encontro em junho”, afirmou.

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

Fórum em Estância Velha debate acessibilidade e inclusão

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Fórum em Estância Velha debate acessibilidade e inclusão


24/04/2017
O município de Estância Velha, no Vale dos Sinos, recebeu nesta segunda-feira (24) a 150ª edição do Fórum Permanente da Política Pública Estadual para Pessoas com Deficiência e Pessoas com Altas Habilidades. O encontro, promovido pela Faders Acessibilidade e Inclusão com apoio da prefeitura de Estância Velha, ocorreu no Pavilhão de Atividades Múltiplas Balduíno Weber (PAM).



No discurso de abertura do evento, o presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, destacou o principal objetivo do fórum. “Queremos construir consciência e manifestar a relevância da acessibilidade e da inclusão, que são meios que nos tornam iguais na sociedade. Todos nós somos construtores deste conceito e esses encontros tem o objetivo de melhorar a nossa convivência. Pretendemos em breve lançar patrulhas da acessibilidade e da inclusão nos municípios, para estimular a conscientização da população. Felizes são aqueles que tem a possibilidade de gerar consciência e ajudar a formar o mundo que queremos viver”, disse Bakof.

A prefeita de Estância Velha, Maria Ivete Grade, afirmou que o município está construindo novas políticas públicas para promover acessibilidade e inclusão. “Queremos sempre capacitar mais os nossos profissionais. Estamos caminhando e buscando melhorar a acessibilidade em Estância Velha. Para os próximos meses, reativaremos o Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência e faremos Paralimpíadas, incentivando a prática esportiva”, falou a líder municipal.

Também esteve presente o Promotor de Justiça de Estância Velha, Bruno Amorim Carpes. Em sua fala, ele destacou a necessidade de uma maior união na sociedade. “A educação e a sensibilização são muito importantes para o processo de acessibilidade e inclusão. E é isso que buscamos com o fórum. Ainda nos falta, no Brasil, um maior senso de comunidade. Precisamos disso para não ficar para trás do resto do mundo”, frisou Bruno.

O fórum contou com a participação de representantes dos seguintes municípios: Sapiranga, São Leopoldo, Presidente Lucena, Campo Bom, Dois Irmãos, Estância Velha, Nova Hartz, Novo Hamburgo e Lindolfo Collor. Após os discursos de abertura, líderes municipais e estaduais dialogaram sobre Políticas Públicas Inclusivas e os desafios e projetos de cada cidade. Para isso, os municípios presentes falaram separadamente sobre o seu cenário atual. 

No período da tarde, foram realizadas oficinas temáticas sobre Trabalho e Empreendedorismo; Políticas Públicas para Altas Habilidades; Implementação da Lei Brasileira de Inclusão e Legislativo Acessível; e Acessibilidade Arquitetônica. 

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Dialogando sobre ações de inclusão

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Dialogando sobre ações de inclusão


13/04/2017

O presidente da Faders Acessibilidade Inclusão, Roque Bakof, recebeu em seu gabinete a fonoaudióloga Aline Locatelli, onde falaram sobre as políticas públicas de inclusão e acessibilidade, atendimento às pessoas com deficiência, principalmente com foco na primeira infância.

O presidente fez amplo relato sobre as ações que a FADERS realiza, destacando que neste ano o órgão gestor estadual realizará 25 interiorizações, para assim estimular que o conceito da acessibilidade e inclusão se faça presente nos 497 municípios, e ouviu relatos de experiências das atividades realizadas pela fonoaudióloga, que que atuou como consultora no projeto Primeira Infância Melhor.



Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

Secretário de Integração Social de São Leopoldo se reúne com presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH


Secretário de Integração Social de São Leopoldo se reúne com presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão


12/04/2017
O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, recebeu o secretário de Integração Social de São Leopoldo, Helio Teixeira, na tarde desta quarta-feira (12). Acompanhado do coordenador da pessoa com deficiência, Leandro Brandt, e do chefe de gabinete Henry Brandão, o secretário manifestou interesse em transformar o município de São Leopoldo mais acessível.


Na conversa, as partes acordaram uma capacitação e a participação da prefeitura em cursos da língua brasileira de sinais. O secretário Hélio Teixeira também garantiu a participação da prefeitura de São Leopoldo no 150° Fórum Permanente da Política Pública para Pessoas com Deficiência e Pessoas com Altas Habilidades. O evento será no dia 24/04, das 8 às 17 horas, no Pavilhão de Atividades Múltiplas (PAM), em Estância Velha. O fórum visa debater as temáticas da acessibilidade e da inclusão e as ações que cada município vem realizando dentro delas.

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

Reunião marca início da organização da Semana Estadual da Pessoa com Deficiência

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Reunião marca início da organização da Semana Estadual da Pessoa com Deficiência


12/04/2017
Um encontro na sede da Faders Acessibilidade e Inclusão, na tarde da última terça-feira (11), deu o pontapé inicial para a organização da XXIII Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, que ocorrerá entre os dias 21 e 28 de agosto de 2017.

O presidente da Faders, Roque Bakof, destacou que a fundação busca realizar um evento com participação ampla, e por isso mesmo a sua programação é construída com a participação das entidades, associações, conselhos e órgãos políticos. “A semana trará grandes eventos. Estamos prevendo a promoção de um seminário para conversar sobre temas como educação, saúde, trabalho e cultura. Além disso, pretendemos realizar uma feira voltada para a tecnologia inclusiva e uma grande caminhada no Parque da Redenção”, disse Bakof.

Estiveram presentes na reunião representantes da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos; da Secretaria Estadual da Saúde; da Secretaria Estadual da Educação; da Procuradoria-Geral do Estado (PGE); do Tribunal de Contas do Estado (TCE); do Banrisul; do Conselho Estadual dos Diretos da Pessoal com Deficiência (COEPEDE); Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMDEPA); da Associação de Familiares e Amigos do Down (AFAD); da Associação de Cegos Louis Braille (ACELB); do SENAC; do Núcleo de Inclusão do Tribunal de Justiça; da Faculdade de Tecnologia (FTEC); Associação de Cegos do Rio Grande do Sul (ACERGS); e dos projetos Interabilita e Capacitar, entre outras entidades.

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

domingo, 16 de abril de 2017

O Hospital São Paulo poderá fechar suas portas!



epmlogo.png
Congregação da Escola Paulista de Medicina
Universidade Federal de São Paulo

Carta aberta à população:
o Hospital São Paulo poderá fechar suas portas!

São Paulo, 10 de abril de 2017.
É do conhecimento de todos que o país atravessa uma crise sem precedentes. Sofrem todos, em especial os mais carentes de recursos.
E quanto mais carentes, mais dependentes do sistema de saúde oferecido pelo governo federal, o SUS. Hospitais públicos são sua única chance de tratamento, particularmente quando média e alta complexidade demandam profissionais de alto gabarito para doentes graves e sem condições de utilização da rede de saúde privada.
Hospitais universitários cumprem este papel por disporem de profissionais treinados e de formação acadêmica imprescindível para situações de risco. Esta é a razão pela qual, em geral, Hospitais Universitários estão no topo da cadeia de atendimento, dito terciário. O atendimento multidisciplinar, com especialistas trabalhando ombro a ombro para mitigar doenças complexas, fazem parte da rotina destas instituições.
O Hospital São Paulo, Hospital Universitário da Escola Paulista de Medicina (EPM) desde sua fundação em 1933, constitui um complexo de atendimento Hospitalar e Ambulatorial a pacientes do SUS. O Pronto Socorro recebe diariamente 1500 pacientes, provenientes de São Paulo (capital e interior), das redes municipal, estadual e federal. Cerca de 40% das cirurgias lá realizadas são de pacientes oncológicos. Há atendimentos ambulatoriais de quase todas as especialidades.
Dentro do complexo hospitalar, circulam 756 alunos de graduação, 1107 médicos residentes, mais de 2000 pós-graduandos, além de estagiários de aperfeiçoamento provenientes de diversas regiões, contribuindo para a formação de especialistas para todo o país.   O curso de graduação em medicina da EPM é classificado com nota máxima pelo MEC, e, em pesquisas comparativas entre escolas médicas do Brasil.
Infelizmente, uma crise sem precedentes ameaça o maior Hospital Universitário da Rede Federal de Ensino do País, o Hospital São Paulo: com a fórmula de pagamento imposta pelo Ministério da Saúde/Ministério da Educação (Contratualização) os recursos financeiros de custeio são pagos por teto, em valores muito abaixo daqueles necessários ao pagamento dos serviços prestados à população, resultando, ano a ano, em déficits financeiros crescentes. Em outras palavras, vivemos uma contínua queda das receitas, a despeito do aumento do volume e da qualidade do atendimento oferecido. Assim, em 2016 acumulamos um déficit de R$34.653.000,00, com uma dívida bancária de R$149.000.000,00 e uma dívida com fornecedores em torno de 11 milhões de reais.
Por fim, a situação se agravou na semana passada quando o Ministério da Saúde não atendeu à solicitação de aumento da verba de contratualização, para o pagamento de serviços prestados acima do que está na contratualização atual.   Este acréscimo permitiria a compra de materiais de insumos mais emergentes, e o pagamento de parte da dívida com fornecedores, o que permitiria a normalização de entrega de materiais.
Diante destes fatos, o Conselho Gestor do Hospital São Paulo não teve opção senão fechar suas portas às internações eletivas e restringindo o atendimento do Pronto Socorro às situações de urgência e emergências, por encontrar-se sem insumos básicos como luvas de procedimento, uma situação nunca antes vivida. Sofre a população carente, perdem os estudantes seu espaço para o aprendizado e perdem todos que dela dependem. Aplica-se um duro golpe no sistema de saúde do SUS e se sobrecarrega a rede hospitalar municipal e estadual, com acréscimo dos pacientes que eram atendidos no Hospital São Paulo e agora necessitam procurar outros hospitais que também já se encontram sobrecarregados.
A Congregação da Escola Paulista de Medicina não pode se calar e vem a público protestar veementemente contra esta decisão governamental unilateral. Provoca-se uma perda irreparável no sistema de saúde e, mais que tudo, doentes com atendimentos agendados poderão perder suas vidas por falta de atendimento.
E isto, é inaceitável.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Calendário inclusivo


Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH
Baner em formato de paisagem. Fundo branco. À esquerda o símbolo internacional da acessibilidade. Ao lado, calendário inclusivo em caixa alta.

04 de janeiro
Dia Mundial do Braille

25 de janeiro
Dia Mundial de Combate a Hanseníase 
Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase (Lei 12.135/2009)
28 ou 29 de fevereiro
Dia Mundial das Doenças Raras
21 de março 
Dia Internacional da Síndrome de Down
02 de abril
Dia Mundial de Sensibilização para o Autismo

8 de abril
Dia Nacional do Sistema Braile 

23 de abril
Dia Nacional de Educação de Surdos 

24 de abril 
Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais (Lei Federal 13.055/2014)
18 de maio
Dia Nacional da Luta Antimanicomial
13 de junho
Dia Internacional de Atenção à Albinismo

18 de junho
Dia do Orgulho Autista
27 de Junho 
Dia Mundial da Surdocegueira
10 de Agosto
Dia Internacional da Superdotação 
21 a 28 de agosto 
Semana Estadual da Pessoa com Deficiência Lei Estadual 13.320/2009)

22 de Agosto
Dia da Pessoa com Deficiência Intelectual 

30 de agosto
Dia Nacional da Esclerose Múltipla (Lei  Federal nº 11.303/2006)
21 de setembro
Dia Nacional de luta das Pessoas com Deficiência (Lei Federal 11.133/2005)

22 de setembro
Dia do Atleta Paralímpico (Lei Federal nº 12.622/2012)

19 a 25 setembro
Semana Internacional de Surdos

26 de setembro
Dia Mundial e Mundial do Surdo / Dia Nacional do Surdo (Lei Federal nº 11.796/2008)

30 de setembro 
Dia Internacional do Interprete de Libras
08 de outubro
Dia Mundial da Visão

10 de outubro
Dia Mundial da Saúde Mental 
Dia Nacional dos Direitos da Pessoa com Transtorno Mental (Lei Federal 13.061/2014)

11 de outubro
Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Física

17 de outubro
Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza

26 de outubro
Dia Nacional do Movimento Pestalozziano
16 de novembro
Dia Nacional dos Ostomizados (Lei Federal nº 11.506/2007)
3 de dezembro
Dia Internacional da Pessoa com Deficiência 

5 de dezembro
Dia da Acessibilidade

13 de dezembro
Dia Nacional do Cego (Decreto Federal nº 51.405/1961) 

Autismo é tema de exposição na FADERS

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Autismo é tema de exposição na FADERS


Descrição da imagem: Presidente da Faders, Roque Bakof, técnica Clarissa Beleza e diretora técnica Marilu Mourão Pereira, ambos em pé, e ao fundo em mesas a exposição dos materiais. Crédito da foto: divulgação04/04/2017
Encontra-se em exposição na sede administrativa da Faders Acessibilidade e Inclusão a exposição de materiais estruturados para aprendizagem de crianças com autismo. A mostra é resultado dos materiais desenvolvidos para atendimento no Centro de Atendimento e Desenvolvimento de Estudos e Pesquisas (Cadep), uma das unidades da fundação. O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, esteve conhecendo a exposição, juntamente com a diretora técnica Marilú Mourão Pereira. A técnica da fundação e especialista na área do transtorno do espectro autista, Clarissa Beleza, acompanhou a visitação e explicou o desenvolvimento dos materiais.

A exposição segue até o dia 13 de abril e está dentro das atividades desenvolvidas pela Faders em alusão ao Dia Mundial de Sensibilização para o Autismo.

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

quarta-feira, 29 de março de 2017

Presidente da Faders recebe vereador parobeense Gilberto Gomes

Brasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosLogotipo da FADERSCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Presidente da Faders recebe vereador parobeense Gilberto Gomes


27/03/2017
Demonstrando preocupação e interesse com as políticas públicas voltadas as pessoas com deficiência, o vereador do município de Parobé, Gilberto Gomes, esteve reunido com o presidente da Faders Acessibilidade Inclusão, Roque Bakof. Na ocasião, também esteve presente o presidente da Associação Parobeense de Deficientes Físicos Paulo Machado, o Neco.

Durante a reunião, políticas de acessibilidade, de educação e promoção da cidadania das pessoas com deficiência pautaram reunião, onde o presidente da Faders sugeriu também que o vereador Gilberto trabalhe para organizar no seu município a Patrulha da Acessibilidade e Inclusão, que é composta por membros da comunidade, os quais serão capacitados para promover ações de conscientização da população para a acessibilidade e inclusão.

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

Mini Curso "Sinais de Risco para Identificação do Espectro do Autismo"



Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH
Mini Curso "Sinais de Risco para Identificação do espectro do Autismo"

INSCRIÇÕES ONLINE, ACESSE AQUI!

Mini Curso "Sinais de Risco para Identificação do Espectro do Autismo"

Dia: 
05/04/2017
Horário: 14 às 17 horas
Local: Auditório do Palácio do Ministério Público (Praça Marechal Deodoro n.º 110, 3ºandar, Centro, Porto Alegre/RS)
Público Alvo: Médicos Pediatras e profissionais da saúde 

VAGAS LIMITADAS

Descrição da imagem: 
Banner em formato quadrado, com fundo azul. No canto superior direito uma peça de "quebra-cabeça" na cor amarela com rosto de um smile nas cores preta. Em branco, centralizado está texto com as informações no mini curso. Na parte inferior uma tira na cor amarela, onde consta o endereço do site da Faders na cor azul. No rodapé, o logo da realização Faders. Fim da descrição.

INSCRIÇÕES ONLINE, ACESSE AQUI!



Folder Mini Curso Autismo

quinta-feira, 23 de março de 2017

Semana de conscientização sobre Síndrome de Down começa com lançamento de cartilha

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Semana de conscientização sobre Síndrome de Down começa com lançamento de cartilha


21/03/2017
A primeira Semana de Conscientização sobre a Síndrome de Down no Rio Grande do Sul, que acontece até o dia 28, em Porto Alegre e cidades do interior, foi aberta nesta segunda-feira (20), no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa. Durante a solenidade, foi lançada uma cartilha de orientações, que traz informações sobre o desenvolvimento social, pessoal e educacional da pessoa com Síndrome de Down. O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, participou da atividade, a qual também conta com o apoio da fundação em toda programação.

Logo após a abertura da semana, começou o Seminário Internacional sobre a Síndrome de Down, com o tema 'A importância da família no desenvolvimento pleno da pessoa com Síndrome de Down', que teve a participação de Júlia Serpa Pimentel, responsável pela criação e pela implantação do projeto Pais em Rede em Portugal, e de Mônica Xavier, fundadora e presidente do Instituto Empathiae, de São Paulo.

As atividades prosseguem até o dia 28 de março, em Porto Alegre, Santo Ângelo, Novo Hamburgo, Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, São Gabriel e Pelotas. A realização é da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SDSTJDH), Secretaria da Saúde (SES), Secretaria da Educação (Seduc), Assembleia Legislativa, Ministério Público, Defensoria Pública, Faders – Acessibilidade e Inclusão e Associação dos Familiares e Amigos do Down de Porto Alegre (Afad).

POLÍTICAS PÚBLICAS - No dia 27 de março, dentro da programação da Semana Estadual de Conscientização sobre Síndrome de Down, a Faders Acessibilidade e Inclusão estará coordenando o Seminário "A inclusão da pessoa com Síndrome de Down - a importância de políticas públicas". A atividade ocorrera a partir das 13h30 no Auditório da FAMURS (Rua Marcílio Dias, 574 - Menino Deus - Porto Alegre/RS).

POLÍTICAS PUBLICAS -

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

FADERS e TCE reafirmam parceria para garantir acessibilidade às pessoas com deficiência

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

FADERS e TCE reafirmam parceria para garantir acessibilidade às pessoas com deficiência


21/03/2017
O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, esteve reunido com o atual presidente da Comissão de Inclusão e Acessibilidade (CIATEC) do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), Paulo Pontes. Na ocasião, foi reafirmada a parceria existente entre a fundação e o tribunal, a qual prevê ações e projetos em conjunto na temática da acessibilidade e inclusão.


Durante o encontro, Bakof destacou a importância desta comissão, a qual foi criada em 2015 pelo TCE, e desde lá tem uma parceria selada com a Faders. “Ações conjuntas e a integração dos esforços promovem a acessibilidade e a inclusão”, conclui Bakof.


Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA